Curta nossa página no Facebook!

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

Rua Itapeva, 286

cj. 51/52 Cerqueria César

São Paulo-SP

CEP: 01332-000
(11) 32890426

Buscar

Pós Parto‏: Quanto tempo depois a mulher pode fazer exercícios?

Atualizado: 9 de Ago de 2018



O nascimento do bebê gera uma grande mudança no corpo da mulher. Por isso, após o parto, muitas mães ficam ansiosas para retomar suas atividades e o antigo peso.



O início de atividades é recomendável somente após 6 semanas de pós parto, variando de acordo com a via de parto, recuperação e condição física de cada mulher.


Outra ponto importante é quanto a interferência na amamentação. A atividade física em exagero pode interferir na produção de leite e consequentemente prejudicar a lactação. Por isso, nunca faça exercícios sem aprovação do seu médico.



O corpo sofre várias mudanças durante a gravidez e é natural a preocupação com a recuperação no pós parto. A forma física deve ser recuperada progressivamente e com orientação adequada, respeitando a individualidade de cada organismo.


Alguns aspectos são muito importantes, tais como: disposição para atividade física, melhora da sensação de cansaço, hidratação e alimentação balanceada, melhora da sensação de dor ou desconforto no pós parto, cicatrização (quando parto cesário) adequada…


Segundo a ACOG (Colégio Americano de Ginecologia e Obstetrícia), a liberação para realização de atividade física no pós parto depende da aprovação médica e pode ocorrer tão logo a paciente se sinta disposta à prática de exercícios físicos. Geralmente é recomendável o início após 6 semanas de pós parto, variando de acordo com a via de parto, recuperação e condição física de cada mulher.


A prática prévia de atividade física, as condições gerais durante a gestação, tais como ganho de peso, presença ou não de patologias associadas (hipertensão, diabetes, osteopatia por ex.) também interferem na retomada à atividade física após o parto.


Outra preocupação bastante frequente é quanto a interferência na amamentação. A atividade física em exagero pode interferir na produção de leite e consequentemente prejudicar a lactação. O exercício aeróbico não deve exceder 1h por dia e pode ser reduzido em caso de interferência na amamentação.


A paciência e o aumento progressivo das atividades físicas devem ser respeitados, evoluindo gradualmente a intensidade e frequência. Caminhadas de 10 a 15 minutos , descanso entre as atividades, hidratação durante os treinos e planos de exercícios são ótimas dicas para o reinício correto à boa forma.


Existem pesquisas que sugerem que atividades físicas em excesso (grande intensidade) ocasionam a liberação e acúmulo de ácido lático no leite, gerando um sabor amargo que pode levar à recusa da ingestão pelo bebê.


Atividades físicas como pilates, caminhadas, ioga, ginástica localizada, alongamento e leve corrida podem servir de estímulo. O auxílio de um profissional é sempre bem vindo, pois o acompanhamento e o planejamento dos exercícios ajudam na evolução adequada e evitam complicações associadas à má execução dos exercícios e sobrecarga nos treinos.


dados: chegueiaomundo